domingo, 26 de dezembro de 2010

Para o velhinho barrigudo

Um ano, 365 dias completamente loucos e diferentes, mas nenhum tão especial quanto o natal. Procurando no dicionário, natal significa: 1. Onde ocorreu o nascimento; 2. Natalício; 3. Dia em que se comemora o nascimento de Cristo (25 de dezembro), mas será que o natal, na prática, é como o verbete do dicionário?
Não vemos a hora de encontrar os parentes e amigos em uma ceia farta, cheia de sorrisos, com pessoas esbanjando felicidade, abraços e beijos carinhosos. A contagem regressiva para a meia-noite se dissipa desde lábios murmurantes mal abertos à gritos eufóricos. Quando escutamos as badaladas de um sino ou olhamos para o céu, para o brilho dos fogos, o afeto se faz presente independente do lugar onde nos encontramos, mas há um porém: não estamos nos esquecendo de ninguém? Ninguém mesmo? Será que nos esquecemos de parabenizar o dono da festa? Pois é, tudo tão bom, festa boa e nos esquecemos de dizer “parabéns Jesus” ou um agradecimento pela vida, pela saúde, pela família.
Também tem aqueles que gostariam de ter algo para comer. Tantos pequeninos e até mais jovens vivendo em condição miserável, passando fome, gostariam de ter um panetone, qualquer coisa para comer por mais simples que seja; tantas cartinhas escritas ao Papai Noel pedindo paz dentro e fora dos lares, nas cidades, em todos os lugares; tantas letras, agora borradas, estampadas em corações que desejariam ter aquele ente querido e especial ao seu lado para poder abraça-lo e dizer “tudo de bom a você.”
Se o natal é uma época tão fraternal, por que nos esquecemos disso tudo?
Papai Noel, será que o senhor pode ler minha carta com mais atenção? Eu fui uma menina boa, tirei boas notas e obedeci aos meus pais, agora tenho o direito de fazer o meu pedido, nada mais justo. Gostaria que todo dia fosse natal para poder dizer à alguém que acabou de receber alta de um hospital “Feliz Natal e, assim como Jesus nasceu, você renasceu e tem um mundo lá fora esperando pela sua presença” ou “Feliz Natal, pois nasce Jesus e renasce a paz e os únicos bombardeiros que vemos são de carinho e explosões intensas de felicidade”.
Parabéns pelo seu aniversário Jesus e um Feliz Natal cheio de alegrias, de luz, de muita paz a todos vocês!



video

0 comentários:

Postar um comentário