segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O Valor de uma Simples Ideia

É engraçado deitar na grama verde, ainda úmida por causa do orvalho da madrugada e olhar o formato das nuvens, às vezes grandes e imponentes, às vezes simples e delicadas,mas naquela manhã, o céu estava impecável. O Sol estava esquentando, um calor gostoso, não tão forte e aquela garotinha estava sem nada para fazer. Quer dizer, olhar o céu era apenas o que ela desejava fazer e então era algo a se fazer. Jogadas na grama haviam algumas folhas de papel, alguns lápis coloridos,canetas coloridas, e um ursinho que aquela garotinha desde pequena carregava consigo. Então, olhando para o céu começou a ver cavalos, elefantes, coelhinhos, todos estampados nas nuvens e a menininha sorria toda encantada imaginando qual seria a próxima surpresa que veria no céu. A brisa suave que passava pelo seu pescoço fazia-lhe cócegas e a doce garotinha ria sozinha e se revirava pela grama verde. E novas formas surgiam. Uma rosa, um coração, seu próprio ursinho, todos grandes, enormes e a menina, sempre sorridente admirava cada uma delas. Assim que percebeu que apareciam e desapareciam, ela resolveu fazer alguns desenhos e colorir, para deixar registrado a beleza daqueles flocos de algodão gigantes, como considerava. Deitou-se se bruços, aproximou seus lápis perto de si e começou a desenhar. Primeiro desenhou tudo o que já tinha visto no céu até o momento, de forma aleatória, cavalos, coelhos, rosas, ursinhos, elefantes, corações e por um segundo ela parou. Fazendo leve pressão com o lápis em sua bochecha começou a pensar.Seus pensamentos foram logo codificados naquela folha e assim surgiu um cachorro, um arco-íris, um sorvete de chocolate, um pirulito, as formigas que pela grama passavam, e o planeta Terra, grande e redondo, com cores fortes, bem bonito. Fez alguns escritos também, como 'paz', 'amiguinhos', 'mamãe', 'papai', 'alegria','sorvete de chocolate' e lembrou de algumas palavras ditas por seu avô: "Minha querida, o universo é muito grande e por mais que existam pessoas más, nós não podemos mudá-las nem pedir para que elas se tornem boas e lindas como você. Mas se nós fizermos nossa parte, a cada dia nós ficaremos cada vez mais lindos, como você. Ah! No final, nós também ganhamos um presente muito grande e bonito. Uma enorme e incrível recompensa." Depois que lembrou disso, pensou: "porque as pessoas não podem ser bonitas e boas como o vovô disse?". E depois disso tudo, seus desenhos ainda fazem sentido. Porque o ser humano não dá um tempo ao dinheiro, à fama, aos "lixos" materiais por um momento e procure ser feliz com as coisas mais simples?

Por: Ana Carolina M.

3 comentários:

≠ŦεſιpεŦαccɦιпı̽ disse...

Sou seu fã ! s2

luizαbellinαzo :} disse...

aeeeeeeeee esbanjando criatividade q OADSHSDAPOJ / AMEI ana !

Aroldinho disse...

Nossa, Brilhante !

Excelente, parabéns !

:)

Postar um comentário